Recuerdos da 28 chords & lyrics - Joca Martins

You play the

We are working hard to improve our content offering for your instrument.

You can still access it, but it will not be optimised or supported in our premium offering.

You now have access to over 400,000 sheets, tabs and chords!
Discover our Premium offer below:
Free
0.00€/month
  • 400k+ chords and lyrics
  • Video tutorials
  • Create playlists with your favourite songs
  • 200k+ sheet music
  • Zero ads
  • Offline sync for iOS users
Premium
9.99€/month
  • 400k+ chords and lyrics
  • Video tutorials
  • Create playlists with your favourite songs
  • 200k+ sheet music
  • Zero ads
  • Offline sync for iOS users
Recuerdos da 28 by Joca Martins

Play to learn

Recuerdos da 28Joca Martins

0
0
Tracks
is available only in app!
Tempo
is available only in app!
Transpose
-11 11
Loop
is available only in app!
Sheet
is available only in app!
Scroll Speed
slow fast
Shekib Pappas's avatar
Created by
Shekib

Guitar Chords

    Most Popular Scores

    Sam SmithStay With Me MetallicaEnter Sandman The BeatlesLet It Be KansasDust in the Wind GorillazFeel Good Inc. Marilyn MansonSweet Dreams
    Recuerdos da 28 - Am
    Introdução:(Gm D7 Gm) G7 Cm D7 Gm
    D7
    De vez em quando, quando boto a mão nos cobres 
    Gm
    Não existe china pobre, nem garçom de cara feia 
    D7
    Eu sou de longe, onde chove e não goteia 
    Gm
    Não tenho medo de potro, nem macho que compadreia 
    D7
    Boleio a perna e vou direto pro retoço 
    Gm
    Quanto mais quente o alvoroço, muito mais me sinto afoito 
    D7
    E o chinaredo, que de muito me conhece 
    Gm
    Sabe que pedindo desce, meu facão na "28" 
    D7
    Remancheio num boteco ali nos trilhos 
    Gm
    Enquanto no bebedouro mato a sede do tordilho 
    D7
    Ouço mugindo o barulho da cordeona 
    Gm
    E a velha porca rabona, retouçando no salão 
    D7
    Quem nunca falta é um índio porco e grosso 
    Gm
    De apelido Pescoço, da rabona ao querendão 
    Int.
    GD7
    (Entro na sala no meio da confusão 
    G
    Fico meio atarantado que nem cusco em procissão 
    GmD7
    Quase sempre chego assim meio com sede 
    Gm
    Quebro o meu chapéu na testa de beijar santo em parede 
    G7C
    E num relance se eu não vejo alguém de farda eu grito: 
    D7 G Bis
    Me serve um liso daquela que mata o guarda)
    D7
    Guardo o trabuco empanturrado de bala 
    Gm
    Meu facão, chapéu e pala e com licença, vou dançar 
    D7
    Nestes fandangos, levo a guaiaca recheada 
    Gm
    Danço com a melhor china, que me importa de pagar 
    D7
    O meu cavalo, deixo atado no palanque 
    Gm
    Só não quero que ele manque quando terminar a farra 
    D7
    A milicada sempre vem fora de hora 
    Gm
    Mas eu saio porta afora, só quero ver quem me agarra 
    D7
    Desde piazito, a polícia não espero 
    Gm
    Se estoura a reboldosa me tapo de quero-quero 
    G7Cm
    Desde piazito, a polícia não espero 
    F7BbD7Gm
    Se estoura a reboldosa me tapo de quero-quero 
    Int.( )